segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O atual drama da música Pop...

Desde a trágica morte do rei do Pop, artistas de algumas das infindas vertentes do gênero parecem cada vez mais suscetíveis a escândalos, muitas vezes envoltos de problemas como o uso de drogas “pesadas”, problemas de comportamento e internações, sejam elas em clínicas psiquiátricas ou de reabilitação para dependentes químicos.

Se em algumas ocasiões, temos a impressão de que alguns artistas pop imitam elementos comportamentais, musicais e até mesmo estéticos de outros, em outras, o pop parece querer criar algo novo dentro de sua própria estagnação. Para isso, é necessário o surgimento de “heróis” adolescentes ou ainda os que fazem pose de “bad boys” ou “bad girls”, além de mudanças drásticas por parte de alguns artistas que mudam constantemente da água para o vinho.

Assumindo a postura de “rockstars” pré-fabricados, há ainda os que ficam em cima do muro - alguns mais coloridos e outros com falso teor de revolta -, além daqueles que preferem continuar ativos por motivos enigmáticos, mesmo que, para isso, enterrem viva toda uma carreira, desafiando a própria dignidade em troca de um bom marketing.

Haveria salvação para a decadência da música Pop em geral e seus conflitos? Talvez ainda teremos que engolir muita porcaria, esperando que os inúmeros artistas que não são reconhecidos pela grande mídia “especializada” tenham alguma boa oportunidade.

Nenhum comentário: