terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Edição de janeiro do Cine Jazz, no MAC

O Cine Jazz é um evento realizado no auditório do MAC (Museu de Arte Contemporânea), composto por apresentações em vídeo de artistas renomados do gênero, seguidas de debate e apresentação com músicos convidados.

A próxima edição do evento acontecerá no dia 28 deste mês, sábado, às 16h. A entrada é franca e serão distribuídas 60 (sessenta) senhas 30 min antes da exibição do filme.

No filme que será exibido no evento, um concerto gravado na íntegra em 1978 na Califórnia, a cantora canadense Joni Mitchell é acompanhada por uma banda de estrelas do jazz como Pat Metheny (guitarra), Jaco Pastorius (baixo elétrico), Michael Brecker (sax), Lyle Mays (piano & keys) e Don Alias (bateria).

A artista convidada para a mesa de debate é a cantora Elisa Queirós, que fechará o programa fazendo breve apresentação interpretando o repertório de Joni Mitchell, acompanhada pelo guitarrista Billy Teixeira. 

A curadoria do projeto Cine Jazz no MAC é do produtor Paulo Renato Rocha.

Um bom programa tanto para quem quer conhecer melhor o gênero musical quanto para quem aprecia boa música em geral.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Uma breve retrospectiva cultural de Niterói em 2011

Se por um lado a cidade sorriso teve pelo menos um dia de espaço para alguns de seus inúmeros músicos na ‘Festa da Música’ – o que há tempos não ocorria -, praticamente um mês inteiro foi dedicado ao ‘Encontro com a América do Sul’, evento que difundiu pela cidade a riqueza cultural de diversos países sul-americanos através de apresentações, mostras e exposições, entre outros, além da presença de alguns poucos artistas da cidade neste evento.

Apesar de Niterói ter uma editora e um selo musical próprios respeitadíssimos, eventos abertos e dedicados a artistas locais deveriam ocorrer mais vezes na cidade durante o ano.

A pequena dimensão e estrutura dos palcos localizados na Praia de Icaraí na ‘Festa da Música’ e a falta de eficiência na divulgação do evento poderiam ser facilmente alvos de críticas. Diversas pessoas que caminhavam pelas ruas de Niterói no dia mostravam-se surpresas ao saberem do evento.

No geral, a expressão por parte de quem freqüentou algum ou ambos os eventos citados aparentava ser de surpresa, talvez também pelo tempo em que a cidade ficou sem receber eventos culturais gratuitos e de grande porte até então, o que já foi uma marca registrada de Niterói. 

Entre protestos e a volta de eventos culturais de grande porte à cidade, resta esperar o que será feito em termos de atividades culturais, assim como o espaço dado às mesmas, para que Niterói continue respirando a imensa arte que comporta.